Páginas

sábado, 28 de abril de 2012

MÃE DA CRIANÇA DESAPARECIDA EM URUARÁ, CONFESSA QUE JOGOU A CRIANÇA NO POÇO

Mãe confessou o crime... Ela jogou a criança no poço.
Por: Cirineu Santos


Em depoimento a policia, a mãe do bebê, Cristiane Santos Fantin, confessa ao delegado que jogou o filho Gabriel Fantin Pagotto no poço. Segundo ela, desde o inicio da gestação, percebeu que o pai não queria a criança, pois achava que não era dele, mas ela só teve a ideia de jogar a criança, na manha do ocorrido. 

Ela ainda informou que tentou jogar durante o dia, mas não teve coragem. A noite, quando faltou energia, ela aproveitou a oportunidade, enquanto a irmã da dona da casa estava no banheiro e, jogou a criança no poço. Disse ainda que após jogar o filho, arrependeu-se, mas já era tarde.

Cristiane Fantin será conduzida à Altamira e será encaminha para exames, tratamentos psicológicos e presa.

Outros componentes da família, parentes e vizinhos ainda continuam em depoimento.

CRIANÇA DESAPARECIDA É ENCONTRADA MORTA DENTRO DE POÇO
Por: Cirineu Santos
Fotos: Lédina Santos, Regional FM, Uruará em Foco e Joabe Reis


Foi encontrada na tarde deste sábado, 28, a criança desaparecida na última quarta feira, 25, durante apagão que aconteceu no Município por mais de duas horas. O bebê Gabriel Fantin Pagotto, foi encontrado dentro de um poço às proximidades da casa que a mãe estava hospedada. Policiais civis e militares retiraram a criança que já estava em estado de decomposição, e encaminhando para passar por perícias.


A polícia investigou o desaparecimento do bebê em toda a região da Transamazônica, inclusive uma força tarefa foi montada na cidade de Santarém. A informação era de que o bebê havia sido raptado do berço enquanto a mãe estava no banheiro no momento em que aconteceu o apagão elétrico na cidade de Uruará. Desde o instante em que a mãe notou a ausência do bebê no quarto começou o desespero da família sem entender o que havia acontecido. 

A mãe do bebê, Cristiane Santos Fantin, havia informado à polícia que na hora do apagão, foi apanhar uma vela no quarto ao lado para levar para a irmã da dona da casa que estava no banheiro e quando ela se ausentou por alguns instantes ouviu o seu filho de dois anos e seis meses chorar, “quando retornei, o bebê já não estava na cama, havia desaparecido”, informou a polícia.

Hoje, familiares e vizinhos sentiram odores desagradáveis na casa, quando acionaram a policia. O delegado ao chegar à casa, verificou o poço e percebeu que o corpo da criança estava boiando, imediatamente autorizou a entrada de alguém, quando ele retorna, já sobe com o corpo de Gabriel, em estado de decomposição.

A Polícia levou o corpo da criança para o hospital onde foi feita a perícia, e não permitiu que ninguém se aproximasse do local. 

Neste momento, a família, policiais civis e pessoas próximas a família, envolvidos no caso, estão na delegacia de Uruará, prestando depoimentos. Surge a INDAGAÇÃO: QUEM JOGOU A CRIANÇA NO POÇO?




EM RESPEITO A FAMÍLIA E A MUITAS PESSOAS QUE VISITAM ESTE BLOG, TIREI AS FOTOS DA CRIANÇA MORTA, E DEIXO APENAS ESTA FOTO (GABRIEL VIVO)... PARA QUE SEJA A ÚNICA LEMBRANÇA REGISTRADA EM NOSSAS MENTES...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Carregando...