Páginas

sexta-feira, 29 de maio de 2015

MINISTÉRIO PÚBLICO COBRA CONCURSO PÚBLICO

PROMOTOR ANTÔNIO DIAS INGRESSA COM AÇÃO PARA ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO PELA PREFEITURA DE URUARÁ

O Ministério Público Estadual, através do Promotor de Justiça, Antonio Dias, está acompanhando as denuncias de situações precárias no Município de Uruará. Segundo ele, a atuação no Município, acontece a cada mês, num período de três a quatro dias, uma vez que o promotor atua em quatro Municípios da Transamazônica.

O promotor disse que entre os trabalhos, está acompanhando a situação dos servidores públicos municipal, a situação precária das ruas e avenidas, bem como a falta de iluminação pública.

Antonio Dias ressaltou que entrou com a recomendação do Ministério Público Estadual para que a Prefeitura Municipal de Uruará realize o Concurso Público o mais rápido possível. “Foi relatada a situação dos funcionários, principalmente os contratados que tiveram suas verbas trabalhistas reduzidas, eles não receberam o 13º salário referente ao ano de 2014, fora os salários atrasados rotineiros. Com base nesta situação, o Ministério Público, ainda no ano passado, oficiou à Prefeitura Municipal de Uruará, solicitando esta folha de funcionários e, se constatou o percentual de quase 60% de funcionários públicos contratados na Prefeitura. Expedimos então, a recomendação de que no prazo de seis meses fosse realizado o Concurso Público na Prefeitura. A prefeitura ao fim deste prazo de seis meses, solicitou uma prorrogação; foi dado este prazo e prorrogado por mais seis meses e, mesmo assim nada foi feito”, explicou.

O Promotor de Justiça disse que ingressou novamente, com uma Ação Civil Pública, no sentido de obrigar a Prefeitura de Uruará a realizar o Concurso Público ainda este ano, para todas as áreas disponíveis do serviço público como Saúde, Obras, Educação entre outras secretarias. “Esta Ação Civil Pública já se encontra com o Poder Judiciário a fim de ser apreciada e esperamos um desfecho positivo pelo Juiz, deferindo a liminar solicitada pelo Ministério Público Estadual e que o Concurso Público seja realizado”, concluiu.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

ERALDO PIMENTA EM AÇÃO

COM PARTICIPAÇÃO DO DEPUTADO ESTADUAL ERALDO PIMENTA (PMDB), NOVO DIRETOR DO OPHIR LOYOLA É SABATINADO NA ALEPA

Nesta quarta-feira, 27, foi dia de "Argüição" na Assembléia Legislativa do Pará (ALEPA). O médico, Cláudio Chaves, novo diretor do maior Hospital do Pará, Ophir Loyola, foi sabatinado.

Médico de Renome e reconhecido pelo seu trabalho, ele irá dirigir um hospital de referência em combate ao Câncer, e especialidades em Oncologia no Pará e no Brasil. “Com certeza, foi uma boa indicação, devido à vasta experiência, e médico competente que é o Dr. Chaves”, disse o deputado Eraldo Pimenta.

O deputado Eraldo Pimenta, na oportunidade, cobrou do novo diretor uma maior atenção a saúde da região da Transamazônica e BR 163 que devido a distância os pacientes que chegam na capital merecem tratamento diferenciado.

O deputado lembrou que o câncer tem período e tempo, ou se estanca o mal em tempo hábil, pra cura, ou o mal vira metástase.

Na "Sabatina", o deputado também desejou ao novo diretor boa sorte, por saber dos inúmeros obstáculos que o mesmo irá encontrar ao longo do seu trabalho, sendo um cargo de responsabilidade na área da saúde em um Estado de dimensões continentais como é o Pará, é com certeza, um grande desafio.

Segundo Eraldo Pimenta, apesar do Oeste e Sudeste do Pará contar com dois hospitais de média e alta complexidade, o paciente sempre vai a capital do estado em busca de melhores condições para sua tão sonhada cura.

ELEIÇÃO SINTEPP URUARÁ

CHAPA 2 É ELEITA PARA A COORDENAÇÃO DO SINTEPP EM URUARÁ

Com 81 votos contra 74, a chapa 02 “Renovação e Democracia”, foi eleita para assumir a coordenação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (SINTEPP) em Uruará.

Uma disputa bem acirrada. Segundo a presidente da Comissão Eleitoral, Silvaneide Lira, como o Sindicato trabalha com a proporcionalidade, e, tem o votos contabilizados de 50% mais 1, a chapa 01, terá direito a 14 vagas dentro do Sindicato. “O percentual da Chapa 01 foi de 48,05% do total de votos e a Chapa 02 teve um total de 51,95% dos votos, ambas as chapas, participarão da composição do Sindicato”, explicou.

Segundo Silvaneide, este resultado foi muito bom para a categoria. “O que a Comissão gostaria e, o que é importante para classe é que, agora todos vão trabalhar juntos. O sentindo do Sindicato é que todos os filiados lutem por uma única causa: a defesa da categoria”, disse.


A posse da nova diretoria será dia 22 de junho, e, assumirão a frente do SINTEPP em Uruará nos próximos três anos.


terça-feira, 26 de maio de 2015

MOVIMENTO PELA GARANTIA DOS DIREITOS DAS POPULAÇÕES DA TRANSAMAZÔNICA E XINGU

PRODUTORES RURAIS CONTINUAM ACAMPADOS ÀS MARGENS DA TRANSAMAZÔNICA EM ALTAMIRA. RODOVIA NÃO ESTÁ BLOQUEADA

O Movimento Pela Garantia dos Direitos das Populações da Transamazônica e Xingu, ainda se encontra acampados às margens da rodovia Transamazônica no km 27, canteiro de Obras da Hidrelétrica de Belo Monte.

Segundo a coordenação do movimento, cerca de 600 pessoas aguardam as decisões da comissão que se encontra em Brasília. A comissão que está em Brasília se reúne com ministros da Justiça, da Reforma Agrária, da Pesca, Funai/INCRA, Meio Ambiente e Ministério das Cidades e apresentando as demandas do Movimento.

Os líderes que viajaram para Brasília deverão retornar na tarde desta quarta-feira, 27, com as respostas sobre as negociações. Enquanto isso, os manifestantes continuam acampados.

A comissão está com um documento com oito páginas de reivindicação. As principais são: Licença indígena Medicilândia / Uruará e Novo Repartimento / Itupiranga, para o asfaltamento nestes trechos; Programa Luz Para Todos que beneficie 25 mil famílias; Plano Nacional de Habitação Rural que beneficie 03 mil famílias da Transamazônica; Inclusão no PAC 3 da trafegabilidade nas estradas da zona rural; Termo de Ajuste de Conduta (TAC) sobre a gestão do saneamento básico de Altamira; Consolidação das condicionantes de Belo Monte e Ordenamento fundiário das áreas indígenas do entorno da Transamazônica e Xingu.



POLÍCIA

POLÍCIA PRENDE SUSPEITOS DE ATUAR COMO PISTOLEIROS EM ANAPU, PA

Quatro pessoas foram presas durante operação na zona rural do município. Espingardas, munições e um revólver foram apreendidos pelos policiais.

Uma operação das Polícias Civil e Militar resultou na prisão de suspeitos de atuar como pistoleiros no município de Anapu, no sudoeste do Pará. De acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (25) pela Polícia Civil, três homens e uma mulher foram presos e estão recolhidos à disposição da justiça.

Segundo a Polícia, o objetivo da operação era investigar denúncias de que proprietários de fazendas da região estariam empregando pistoleiros para intimidar e expulsar colonos da área.

As prisões ocorreram durante as investigações na fazenda Pio I, localizada na Gleba 83, na zona rural do município. A Polícia informou que apreendeu no local uma espingarda calibre 38, uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 e mais de 70 cartuchos de munições.

G1
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

segunda-feira, 25 de maio de 2015

URUARÁ: POPULAÇÃO INSATISFEITA COM A GESTÃO MUNICIPAL

COMUNIDADE SE REÚNE E COBRA MELHORIAS PARA A ESCOLA ÂNGELO DEBIASE E REFORMA DA QUADRA DE ESPORTE

Pais, professores, alunos da Escola Ângelo Debiase, e moradores do bairro Boa Esperança (Antiga Baixada Fluminense), se reuniram na noite desta quinta-feira (21) para discutirem melhorias para aquela comunidade escolar e a cidade de Uruará.

Monica Vilar dos Santos, mãe de aluna, falou que a situação vivida pela população de Uruará é preocupante. “O que os governantes de nossa cidade estão fazendo com nossas crianças é preocupante. É um descaso total do Executivo e da Câmara de Vereadores. Eles nunca têm respostas para nossos problemas. Estamos com uma quadra descoberta, as ruas intrafegáveis, as escolas precárias. Aos poucos Uruará está se acabando. Se este prefeito e esta Câmara de Vereadores forem eleitos de novo, nossa cidade vai ser enterrada”, disse.

Mônica disse ainda que foi necessário a comunidade da Boa Esperança se reunir para ver se acha uma solução para a cobertura da ginásio que fica na escola. “Convoco as pessoas de Uruará para se mobilizarem. Se você ama Uruará, tem que fazer alguma coisa. Temos que lutar por nossos direitos. Cadê o telhado do Ginásio? Cadê a reforma da escola? Cadê o prefeito desta cidade?”, indagou.   

Vanderlei Damasceno, pai de aluno da Escola Ângelo Debiase falou sobre as reivindicações da comunidade. “Precisa melhorar as ruas da cidade. Cadê a cobertura da quadra? Cadê os vereadores, principalmente os do bairro. Existem dois vereadores aqui neste bairro, eleitos com nossos votos. Nossas crianças precisam praticar as atividades esportivas. Reunimos-nos aqui hoje e gostaríamos de ver a quadra da escola coberta de novo. Queremos que de fato esta prefeitura trabalhe. Onde está a mudança?” disse

Leandro Santiago, representante dos alunos da Escola, contou que os alunos já não agüentam mais. “Temos que buscar nossos direitos. Exigimos respeito deste prefeito, respeito desta Câmara de Vereadores. Os alunos já não agüentam mais. Não merecemos passar pelo que está acontecendo em Uruará. Salas cheia de goteiras. Calor infernal. E nossa quadra de esportes há dois anos sem o telhado. O prefeito atual mandou tirar as telhas e até hoje não sabemos onde está o telhado”, cobrou

A aluna Shirlei Silva também cobrou a situação da quadra. “Queremos saber onde está o telhado da quadra. O prefeito quando em campanha disse que ia reformar a escola, prometeu um ginásio e, o que ele fez ao assumir a prefeitura, foi tirar o telhado e já estamos há mais de dois anos sem poder fazer nossas atividades esportivas”, lembrou.

O professor Amilton Costa falou que a comunidade escolar se reuniu e formou uma comissão formada por alunos, professores, diretoria da escola, pais e conselho escolar, onde entrará com um pedido junto ao Ministério Público Estadual para apresentar as problemáticas da Escola. “Além de irmos ao Ministério Público, iremos fazer uma passeata, saindo da escola até a Câmara de Vereadores na próxima sessão ordinária, afinal eles tem que dar uma satisfação para a comunidade”, concluiu.

MAIS UMA DO GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

SESPA FAZ BAFO COM O ARROTO ALHEIO


Será tão difícil para o governo do Pará fazer continência aos fatos e sempre tem que inventar uma versão para enganar a percepção do contribuinte?

POLICIA MILITAR

POLÍCIA MILITAR MONTA BARREIRA NA ENTRADA DA CIDADE DE URUARÁ

Uma Barreira Policial na Rodovia Transamazônica (BR 230) foi montada pela Polícia Militar na entrada leste da cidade de Uruará, a 2 km do centro urbano, nesta segunda-feira, 25. Carros e motocicletas foram parados pelos policiais para averiguação.

Como resultado da Barreira Policial duas pessoas foram conduzidas para averiguação na Delegacia de Polícia Civil do município, como também algumas motocicletas e um caminhão. O Major PM Márcio Abud, comandante da 13ª Companhia Independente de Polícia Militar de Uruará, falou sobre a ação policial. “A partir de hoje começam as operações ‘Barreiras’. Todos os dias nós vamos fazer a operação ‘Barreira’ para combater a crimes como o trânsito de pessoas portando armas de fogo de modo ilegal, passagem de drogas, carros roubados, moto roubada que está cheio na cidade, e outras irregularidades”, disse o major. 

Por: Joabe Reis

ERALDO PIMENTA

DEPUTADO FAZ HOMENAGEM AO PRODUTOR RURAL


O Deputado Estadual Eraldo Pimenta (PMDB) prestou uma homenagem ao Produtor Rural. Hoje, dia 25 de maio é o dia Dia do Produtor Rural.

A mesa farta traz nas entrelinhas muito mais do que o processo de plantação. Tem histórias de sobrevivência, de superação e de amor ao campo. Nossos agradecimentos a quem, com ou sem as facilidades da tecnologia, contribuem com trabalho árduo para o desenvolvimento da agricultura no Brasil.

Parabéns, produtor rural! Parabéns deputado Eraldo Pimenta por lembrar desta classe batalhadora e guerreira.

PONTE DE BELO MONTE ESTÁ EM CONSTRUÇÃO NA TRANSAMAZÔNICA

PONTE DA RODOVIA TRANSAMAZÔNICA TEM PREVISÃO PARA SER CONCLUÍDA EM SETEMBRO

Está concluído o lançamento das 75 vigas de sustentação da ponte da Rodovia Transamazônica (BR-230) que passará em frente à Usina Hidrelétrica Belo Monte. O trabalho foi finalizado na segunda semana de maio e dá sequência à montagem dos tabuleiros da pista, dos quais três já estão concretados.

A ponte tem 15 vãos de 41 metros, 614 metros de extensão e 41 metros de altura. A estrutura atravessa o canal de fuga, por onde as águas que sairão das turbinas da usina retornarão ao curso normal do Rio Xingu. A conclusão da obra está prevista para setembro de 2015.

Também estão concluídas as 32 sapatas e os 32 pilares da ponte. As vigas de sustentação começaram ser lançadas no dia 10 de março e cada uma tem 39 metros de extensão por 2,10 de altura e peso de 70 toneladas. Com a nova estrutura, a Transamazônica voltará ao curso normal, desviado desde agosto de 2013 para possibilitar a escavação do canal de fuga da hidrelétrica sem interromper o fluxo de veículos.

A obra está sendo feita pela Norte Energia, responsável pela construção e futura operação da UHE Belo Monte.

Norte Energia
Créditos da Foto: Betto Silva 

LUTO EM ÓBIDOS

ODONTÓLOGA FOI ENCONTRADA MORTA DENTRO DE SUA RESIDÊNCIA EM ÓBIDOS

A morte de uma odontóloga, na tarde de domingo, 24, intriga as autoridades policiais do município de Óbidos, no oeste do Pará. Giselle Moda foi encontrada morta, dentro de sua própria residência, na área central de Óbidos.

Segundo testemunhas, a odontóloga apresentou nas últimas semanas, elevado quadro de depressão e estava passando por um momento difícil pessoalmente e profissionalmente. De acordo com vizinhos, Giselle Moda era casada com João Costa, não tinha filhos e se formou em Odontologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém do Pará. Ela era bastante querida na Cidade Presépio e foi vista em uma feira de Óbidos, fazendo compras, na manhã de domingo.

A Superintendência de Polícia Civil do Baixo e Médio Amazonas abriu inquérito para apurar as causas da morte da odontóloga, que ainda são desconhecidas, mas a primeira hipótese pode ter sido suicídio.

Informações colhidas por nossa reportagem são de que Giselle Moda era amiga de infância de Engrid Israel, estudante obidense do curso de Nutrição da UFPA que foi assassinada em Belém no mês passado. Nas redes sociais, parentes e amigos lamentaram a morte de Giselle Moda.

Mais informações sobre a morte da odontóloga, a qualquer momento.
Fonte: RG 15/O Impacto

PATRULHÃO

PATRULHÃO FISCALIZOU BARES, CASAS DE FESTA E APREENDEU MOTOCICLETAS EM URUARÁ

Uma ação envolvendo Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar e Judiciário do município de Uruará fiscalizou bares, casas de festas e apreendeu motocicletas na cidade de Uruará. A operação foi denominada de ‘Patrulhão’ pelas autoridades e teve início por volta das 23 horas desta sexta-feira, 22.

Dois menores foram flagrados em locais impróprios que após serem notificados pelo Conselho Tutelar foram liberados, várias casas de festas e bares foram fiscalizadas e 19 motocicletas foram apreendidas apresentando descargas adulteradas produzindo muito barulho, as motocicletas foram levadas para o pátio da Delegacia de Polícia Civil do município.

Participaram do Patrulhão policiais da 13ª Companhia Independente de Polícia Militar de Uruará, sob o comando do major Márcio Abud, investigadores de polícia civil sob o comando do delegado Walison Damasceno e o juiz titular da Comarca de Uruará, Vinícius de Amorim Pedrassoli.

As informações são de Joabe Reis

LUTO

FUNCIONÁRIO DA CELPA MORRE AO FAZER LIGAMENTO DE ENERGIA NA ZONA RURAL DE URUARÁ

Um domingo de muita tristeza em Uruará. Por volta das 11 horas deste domingo, 24, o trabalhador que prestava serviço para a Rede Celpa, Raniel Silva de Almeida, 31 anos, acabou morrendo depois de levar um choque na rede de alta tensão de energia elétrica na zona rural do município de Uruará. O trabalhador fazia o ligamento de energia numa propriedade do travessão 175 norte a cinco km do centro urbano.

Segundo informações de pessoas que trabalhavam na propriedade, no local onde o acidente de trabalho aconteceu há duas redes de energia sendo que Raniel mexia na rede que estava desligada e quando tentou passar por cima da rede elétrica que estava ligada acabou levando um choque. Após receber a descarga elétrica ele ainda foi reanimado 2 vezes e socorrido por um amigo sendo levado para o Hospital Municipal de Uruará, mas acabou falecendo antes de chegar ao hospital.

Ainda de acordo com as informações Raniel estava sem os equipamentos de proteção na hora em que recebeu o choque elétrico.

Raniel Silva de Almeida era bastante conhecido na cidade de Uruará. O acidente fatal deixou a família e amigos muito abalados.

Nossas condolências a toda a família do trabalhador.

As informações são de Joabe Reis

quinta-feira, 21 de maio de 2015

ERALDO PIMENTA - DEPUTADO EM AÇÃO

ERALDO PIMENTA, DEPUTADO ESTADUAL DO PARÁ, COBRA DO GOVERNO DO ESTADO MAIS SEGURANÇA PARA URUARÁ E REGIÃO

Os assaltos a mão armada estão cada dia mais freqüentes na região. Elementos armados, seja de arma branca ou arma de fogo atacam cidadãos de bem no meio da rua, na porta de suas casas, assaltam lojas e motociclistas a luz do dia ou à noite.

Em Uruará, na madrugada da última quinta para sexta feira, aconteceu uma vitima fatal quando um idoso foi assassinado com várias facadas em latrocínio ocorrido no centro urbano.

O Deputado Estadual Eraldo Pimenta (PMDB) em sessão nesta terça feira dia 19 de maio, cobra na assembléia legislativa, ALEPA investimentos para a segurança pública da região Oeste do Pará. “Em Uruará, está tendo assalto a mão armada em plena luz do dia. Hoje, o comércio está inseguro e temos que olhar com carinho para isso. O governo do Estado do Pará precisa dar uma atenção emergente e urgente, na questão da segurança pública daquela região que cresce consideravelmente”, disse.

A falta de segurança pública é alarmante e inadmissível. A população está cada vez mais refém de marginais. 

Veja o pronunciamento do deputado Eraldo Pimenta na ALEPA:


video

COMUNICAÇÃO EM AVEIRO EM FESTA

FESTA DE ANIVERSÁRIO DA RÁDIO REGIONAL FM NO MUNICÍPIO DE AVEIRO, REÚNE MAIS DE 5 MIL PESSOAS

Realizada no último sábado, 16, a festa de aniversário do primeiro ano da Rádio Regional 88.5 FM, na cidade de Aveiro. Mais de cinco mil pessoas prestigiaram o evento que contou com a presença de lideranças locais, empresários, agricultores e do deputado estadual Eraldo Pimenta.

A Rádio Regional FM 88.5 de Aveiro é permissionária do Serviço de Radiofusão sonora em FM, naquele município pela portaria 512, de 13 de setembro de 2006. Ela faz parte do Sistema Regional de Comunicação.

O sistema regional de Comunicação, que além de uma equipe comprometida com a qualidade de seus trabalhos conta ainda com uma estrutura operacional com tecnologia de ponta, processadores, moduladores e periféricos de áudio com alta definição HD.

O sistema Regional de Comunicação, com as rádios em Brasil Novo, Uruará e Aveiro, atinge cerca de 25 municípios no Oeste do Pará. É o maior e mais eficiente meio de comunicação da região.

A rádio Regional em Aveiro, tem cobertura completa no Município de Aveiro e Belterra e cobertura Parcial dos municípios de Itaituba, Rurópolis, Trairão e Santarém.

O Jornal o Regional é transmitido em cadeia pelas três rádios, de segunda a sexta-feira, a partir das 12 horas.


Parabéns a toda equipe que faz parte da rádio Regional 88.5 FM da cidade de Aveiro.  

ESPORTE

URUARÁ CONQUISTA MEDALHAS NO CAMPEONATO PARAENSE DE JIU-JÍTSU PROFISSIONAL


O Campeonato Paraense de Jiu-Jítsu Profissional foi aconteceu nos dias 16 e 17 de maio de 2015 na Cidade de Santarém. A competição foi promovida pela Federação Paraense de Lutas Profissionais (FPLP).

Vários atletas do município de Uruará estiveram participando do campeonato. Foram 10 ouros, 2 pratas e 4 bronzes conquistados pelos atletas uruaraenses.


sexta-feira, 15 de maio de 2015

PROFESSORA É AGREDIDA POR VEREADOR EM MEDICILÂNDIA

VEREADOR DE MEDICILÂNDIA "DESCE" A MÃO EM PROFESSORA

Indignados com a falta de atenção por parte do Governo Municipal pelo descaso da Câmara de Vereadores, os professores de Medicilândia fizeram mais um manifesto na frente da Câmara na manhã desta quinta-feira (14). A manifestação era contra a votação do Projeto de lei do Executivo, mas professores foram impedidos de entrarem no prédio e os vereadores realizaram a seção com as portas fechadas e sob a guarda da Polícia que fez a segurança na porta da Casa de Leis.

Sem poder entrar para acompanhar a seção, eles continuaram na frente da Câmara com e com um som ligado e sintonizado em uma rádio local que transmite a seção em forma de protesto. Para manter a ordem, a segurança e a integridade física das partes, os policiais isolaram a rua enquanto os professores gritavam palavras de ordem indignados com a situação.

Após algum tempo de terminada a seção alguns vereadores acabaram deixar a Câmara de Vereadores escoltados pela polícia e na saída eles foram vaiados pelos manifestantes foi quando o Vereador Tião Leite do PSB agrediu a Professora Marines Amaral com tapas no rosto como mostra as imagens registradas com um celular.

A professora foi à delegacia e registrou BO contra o Vereador que deverá comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos.

Os professore pedem melhores condições de trabalho e merenda escolar que está faltando, e quando chega para os alunos não é de qualidade. O coordenador do Sintepp, Valtair Dolchar, disse que todos os argumentos já foram colocados pela categoria, mas até agora o governo não responde de forma positiva. Segundo ele, Medicilândia tem o salário mais defasado da região transamazônica. O plano de cargo e carreira que desde o ano passado tem sido conversado com os representantes do governo municipal, também está na pauta de reivindicação. A greve já dura 18 dias e só deverá terminar após um acordo convincente por parte do governo municipal.

A greve atinge 80% das escolas.

As informações são de Valdemídio Silva
Fotos cedidas

EM URUARÁ, POPULARES SE REÚNEM PARA RECUPERAR RUAS

POPULAÇÃO SE REÚNE E CONTRATA EMPRESA PARA RECUPERAR O TRECHO DE AVENIDA EM URUARÁ

Ruas intrafegáveis, saúde pública municipal decadente e uma população abandonada. É isso o que tem ocorrido em Uruará. Em quase três anos de Governo Everton Banha (PDT) e com uma Câmara de vereadores omissa, como afirma os próprios moradores, que pouco fazem por eles, pouco se avançou na cidade.

Cansados de esperar pela ação do poder executivo municipal de Uruará, populares se reuniram nesta quinta-feira, 14, e contrataram uma empresa particular para fazer a recuperação do trecho de uma Avenida do centro da cidade, a Avenida Goiás, que apresentava um enorme atoleiro na esquina com a Avenida Pará, local que fica bem perto do Hospital Municipal.

Para tapar o enorme buraco foram utilizadas uma motoniveladora (Patrola), rolo compactador e uma caçamba. A iniciativa popular foi acompanhada e apoiada pelo vereador Zenilson Negão (PROS). Em pouco mais de 2 horas e meia de serviço o trabalho foi concluído, agora o referido local está oferecendo excelentes condições de trafegabilidade.

Um dos autores da iniciativa, Ronaldo Menezes de Sousa, disse que a situação é de calamidade pública “A situação de Uruará é precária. Nós estamos no mês de maio e Uruará ainda não se acertou com relação a condição das ruas da cidade. Nós tivemos que nos reunir para pagar uma patrola e uma caçamba para arrumar isso aqui, porque o nosso gestor não faz nada. Está difícil hoje, estamos numa calamidade pública em Uruará”, disse.

O vereador Zenilson Negão disse que a ação é pra salvar vidas. “Aqui nesse buraco já ficaram atolados dezenas de carros, então o objetivo principal dessa ação é pra salvar vidas, é pra evitar que acidentes aconteçam, é um dever da prefeitura, mas sabemos que o prefeito é irresponsável que não tem coragem de fazer esse serviço que é sua obrigação”, disse o vereador.

terça-feira, 12 de maio de 2015

ESTRADA QUE DÁ ACESSO AO CEMITÉRIO PRATICAMENTE INTRAFEGÁVEL

TRAFEGAR A PÉ OU DE BICICLETA PELA VICINAL 180 SUL NO PERÍMETRO URBANO É QUASE IMPOSSÍVEL

A vicinal do km 180 Sul se encontra em péssimas condições de trafegabilidade. Ela dá acesso ao bairro Pimentolândia e Cemitério Municipal.

O morador José Cardoso, do bairro Pimentolândia falou das condições desta via. “A tristeza de morar aqui no Pimentolândia é a tristeza de enfrentar este buraco. Um local onde as autoridades não fazem nada. Não aterram. Não tira a água e a lama. Sofremos muito. A moto é o tempo todo suja. A gente voto num prefeito desse e ele não retribui com trabalho. Não vê a situação da cidade. Quando um ente querido morre, tem que ir pela Mini Industria para poder chegar no cemitério, porque por aqui não dá pra passar”, disse indignado.

Jamilson, um dos trabalhadores de uma madeireira próximo ao local, também expôs sua indignação. “É um descaso para a população! Não tem condições a situação em que passamos. Dois ou no máximo três dias de serviço e já estamos durante todo este inverno e a prefeitura não faz nada. A população passa por este local, precisa desta via que liga o Centro ao bairro do Pimentolândia e ao cemitério Municipal. Não tem condições é um sofrimento! Não tem condições de passar aqui. Que nossas autoridades resolvam este problema”, disse. 

O trecho que dá acesso ao Bairro Pimentolândia e ao Cemitério Municipal está nestas condições desde o início do inverno e segundo os moradores ninguém toma uma providência.

SAÚDE

CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE URUARÁ SERÁ REALIZADA NO FIM DO MÊS

Com o tema “Humanização na Saúde e as Conquistas do SUS no município de Uruará” e a renovação do Conselho Municipal de Saúde para o biênio 2015/2017, será realizada no município nos dias 28 e 29 de maio de 2015 a IX Conferência Municipal de Saúde do Município de Uruará, conforme determinação legal prevista no decreto de número 035/2015.

A IX Conferência Municipal de Saúde do Município de Uruará terá um total de 52 delegados que foram eleitos nas Pré-Conferências, sendo 20 representantes de usuários de saúde, 10 representantes de trabalhadores em saúde, 10 representantes de gestores/prestadores de saúde e 12 membros natos que fazem parte do conselho municipal de saúde de Uruará.

As Pré-Conferências foram realizadas nos dias 22, 23 e 24 de abril de 2015.

A Conferência ocorrerá no Clube Socreca, no Bairro Vila Brasil, zona norte da cidade de Uruará.
EM NOTA FAMÍLIA DE LUCIANO STRACKE FAZ APELO PELO REAPARECIMENTO DO MADEIREIRO

FAMÍLIA DO MADEIREIRO LUCIANO STRACKE QUE ESTÁ DESAPARECIDO DESDE O DIA 6 DE MAIO DIVULGOU NOTA FAZENDO APELO PELO RETORNO DO FAMILIAR.


“Pedimos a quem estiver com o nosso amado ente, Luciano Stracke, que o devolvam para nós. Comprometemo-nos a até retirar a queixa na polícia. Não queremos os veículos, só queremos o Luciano de volta. estamos todos aflitos, mãe, esposa e filhos estão chorando bastante. Pedimos para que as polícias dos municípios vizinhos ajudem na localização de Luciano Stracke, pois já são seis dias de muita angústia”, diz a nota.

O madeireiro Luciano Stracke está desaparecido desde as 23:30 h de quarta-feira, 6 de maio de 2015. O madeireiro desapareceu quando negociava a venda de um caminhão Ford/Cargo 2628 E e um trator D50. Ele residia numa casa alugada no Bairro Vila Brasil, zona norte da cidade de Uruará, onde na manhã de quinta-feira, 07, foram encontrados apenas o quarto revirado e um ventilador ligado no interior da residência. O trator que estava encima do caminhão estacionado enfrente a casa também haviam desaparecido. A polícia civil de Uruará segue investigando o caso.

Quem tiver informações ligue imediatamente para a polícia pelos telefones: 0933532-1970 da delegacia de polícia civil e celular 093991035395 falar com o investigador José Tadeu.

As informações são de Joabe Reis

sexta-feira, 8 de maio de 2015

TRANSAMAZÔNICA ESTÁ FECHADA NESTA SEXTA (08/05) EM MEDICILÂNDIA

MOVIMENTO SOCIAL BLOQUEIA TRANSAMAZÔNICA NO KM 92 EM MEDICILÂNDIA

Desde as 7 horas da manhã desta sexta-feira, 08, a Transamazônica está bloqueada no km 92 no município de Medicilândia, na ponte do Rio Pacal a 2 km do centro urbano. Foi utilizado um trator posicionado sobre a ponte para bloquear a estrada. Dezenas de manifestantes estão no local.

O bloqueio foi definido durante reunião com representantes da sociedade realizada na terça-feira, 05.

Segundo o movimento, o objetivo é chamar a atenção das autoridades e imprensa para o descaso total e o abuso de poder que vem ocorrendo no município de Medicilândia em todos os setores como saúde, educação e segurança pública.

O município de Medicilândia é administrado pelo governo do PT.

Por: Joabe Reis

quarta-feira, 6 de maio de 2015

TRANSAMAZÔNICA SERÁ FECHADA NESTA SEXTA (08/05) EM MEDICILÂNDIA

EM PROTESTO MOVIMENTO SOCIAL FECHARÁ TRANSAMAZÔNICA NO KM 92 EM MEDICILÂNDIA

Os professores da rede municipal de ensino do município de Medicilândia, que estão com suas atividades paralisadas por estarem reivindicando a não aprovação na Câmara de Vereadores do município o projeto de lei do executivo referente ao novo PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) da classe que reduziria drasticamente os salários dos professores, ganharam nesta semana um reforço na luta, o apoio da sociedade organizada do município, que também decidiu reivindicar melhorias para o município. Durante reunião com representantes da sociedade realizada nesta terça-feira ficou definido que o movimento irá bloquear a rodovia Transamazônica (BR 230) na sexta-feira, 08, a partir das 7 horas da manhã. O bloqueio ocorrerá no km 92 na ponte do Rio Pacal a 2 km do centro urbano.

Segundo o movimento, o objetivo é chamar a atenção das autoridades e imprensa para o descaso total e o abuso de poder que vem ocorrendo em todos os setores como saúde, educação e segurança pública.

No início da semana os professores já haviam ocupado a Câmara de Vereadores do município onde permanecem inclusive durante a noite para impedir que as portas da casa sejam fechadas e também impedir que o projeto do novo PCCR seja votado e aprovado pelos vereadores.

Por: Joabe Reis

VICINAL DO 165 SUL

51 DIAS SEM PONTE SOBRE O RIO URUARÁ NO TRAVESSÃO 165 SUL

Nesta quarta-feira, 06, completam 51 dias que a ponte sobre o Rio Uruará, no travessão 165 Sul desabou, na zona rural do município de Uruará, deixando centenas de famílias de cinco vicinais prejudicadas.

Quase dois meses depois do desabamento, a obra de construção de uma nova ponte ainda não foi iniciada. A administração municipal sequer demonstra interesse em realizar a obra. Sem a ponte o escoamento da produção agrícola dos agricultores fica praticamente inviável nas vicinais do km 165, 160, 155, 150 e 147, todos do lado Sul da Transamazônica.

Sem a ponte sobre o rio para se deslocarem até a cidade de Uruará os agricultores precisam passar por um desvio improvisado aberto numa propriedade particular ou são obrigados a pagar uma taxa, de R$ 2,00 por pessoa e R$ 10,00 por motocicleta, para serem transportados numa pequena embarcação fluvial na travessia do Rio Uruará.

As centenas de famílias de agricultores não merecem passar por tamanha dificuldade e serem penalizadas pelas conseqüências da desastrosa e ineficiente administração municipal.

As informações são de Joabe Reis


Pesquisar este blog

Carregando...