Páginas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

FAZENDA PANORAMA NO KM 140 INVESTE EM QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL A SEUS PRODUTORES, MEEIROS E PARCEIROS RURAIS

MEEIROS E PRODUTORES DE CACAU DA FAZENDA PANORAMA NO KM 140 RECEBEM CURSO DE PODA E FERMENTAÇÃO PELO SENAR

Ministração do Curso na Fazenda Panorama
Realizado durante esta semana (24 A 28 DE Abril) nas comunidades dos quilômetros 135, no Distrito de Alvorada e na Fazenda Panorama (KM 140) para produtores, meeiros e parceiros rurais, o Curso de Poda e Fermentação de Cacau.

Elcy Gutzeit, Rainha do Cacau
Segundo a produtora de e rainha do cacau da Transamazônica, Elcy Gutzeit, administradora da Fazenda Panorama, no travessão do km 140 Norte, o curso foi ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar, objetivando melhorar a produção e qualidade da amêndoa. “Durante o treinamento, em sua maior parte prático, foram ensinados a organização das lavouras, e a preparação da poda para a manutenção dos pés de cacau, e, isso é muito importante porque nosso produto fica mais valorizado”, destacou a rainha do cacau da Transamazônica, Elcy Gutzeit.

Treinamento da Poda do Cacau
Um dos administradores da Fazenda Panorama, Helton Gutzeit, que esteve à frente da organização do Curso, explicou que a poda da planta do cacau serve para dar forma e equilíbrio, além de melhores condições de produção, por meio de eliminação dos ramos doentes, secos, sombreados e malformados. “Já no processo da fermentação, as bagas são colocadas nos coxos, grandes tanques de madeira nos quais fermentará de cinco a seis dias. O propósito da fermentação é liberar mais aromas da amêndoa e da fruta, gerando mais complexidade sensorial no produto final. Após fermentadas, as amêndoas são colocadas em barcaças, grandes áreas planas nas quais secará ao sol durante seis dias, aproximadamente. Depois de secas, são encaminhadas à fábrica aonde serão processadas” enfatiza.

Denis, Engenheiro Agrônomo do SENAR
O engenheiro agrônomo e instrutor do Senar, Denis de Almeida, foi bastante produtivo este treinamento. Ele destacou a qualidade dos produtos da Fazenda Panorama e o incentivo que a mesma proporciona aos seus parceiros rurais e funcionários. “A fazenda Panorama é um lugar mágico, onde podemos ver de perto todas as etapas de produção desde o cultivo do cacau até a embalagem. Se destacam pelo elevado percentual de cacau em sua formulação. Fomos gentilmente recebidos pela produtora de cacau Elcy Gutzeit que nos acompanhou do início ao fim. Aqui o aroma é incrível (e inesquecível), e os funcionários, muito atenciosos”, ressaltou.

No final todos receberam o certificados de participação e capacitação.

Elcy Gutzeit, Rainha do Cacau
Helton Gutzeit, Administrador da Fazenda Panorama


terça-feira, 25 de abril de 2017

CANDIDATOS ENTRA COM RECURSO JUNTO AO MPF EM ALTAMIRA CONTRA A UFPA

CANDIDATOS ENTRAM COM RECURSO JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PARA REVER APLICAÇÃO DE PROVA PARA PROFESSOR DA UFPA, REALIZADA EM ALTAMIRA (PA)



Segundo Jakson José Gomes de Oliveira, um dos candidatos, o concurso correspondia à cadeira da disciplina "Educação Diferenciada em Ambientes Escolares e não Escolar", previsto para ser realizado no Campus Universitário de Altamira (PA), conforme edital 252, de 28 de julho de 2016.



Durante o certame, de acordo Jakson José Gomes de Oliveira, ocorreu mudança de local sem notificação prévia aos candidatos (NÃO DIVULGADO EM EDITAL). O mesmo, segundo ele, foi realizado, por determinação arbitrária da banca avaliadora, na Fundação Viver Produzir e Preservar (FVPP), local que não ofereceu estrutura adequada para a realização das etapas de concurso para professor.



Local onde foi aplicada a prova
Jakson enfatiza, que vários candidatos impetraram recursos junto a UFPA que até o momento não divulgou o resultado do julgamento no Consepe (órgão máximo para avaliar os recursos). Estamos aguardando o resultado, uma vez que o MPF solicitou esclarecimentos quanto ao certame”, finalizou.


POR TELEFONE, O vice-coordenador do Campus Universitário da UFPa em Altamira, professor Djair Alves Moreira, informou que todo o Processo impetrado pelos candidatos, está em tramitação em Belém no Pará, junto ao Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE), que é o órgão de consultoria, supervisão e deliberação em matérias relacionadas ao ensino, pesquisa e extensão, assim como ao estabelecimento das normas que regem o Processo Seletivo para ingresso na UFPA, que deve julgar este caso.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

VACINAS CONTRA A GRIPE CHEGAM A URUARÁ

DIA "D" SERÁ 13 DE MAIO



Professores de escolas públicas e particulares já podem comparecer aos postos de saúde dos bairros Vila Brasil, Morumbi, Mini-Indústria (Zona Urbana), e, nos postos do km 140, 201 e 190 (Zona Rural), para a vacinação gratuita contra o vírus da influenza (gripe).



De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Brasil possui 2,2 milhões de professores, dos quais 75% estão na rede pública. Segundo informou a Secretaria de Educação, no município de Uruará, são 483 professores atuando e que deverão procurar as unidades de saúde do município para se vacinarem.



O Ministério da Saúde incluiu na campanha vacinal deste ano os profissionais de magistério entre os que recebem a vacina de graça, juntamente a gestantes, idosos, crianças até cinco anos de idade, trabalhadores da saúde.



No município de Uruará a meta é vacinar 9.244 pessoas. A Secretaria de Saúde informou que o Dia de Mobilização Nacional, mais conhecido como Dia “D”, foi agendado para 13 de Maio.



A campanha nacional de vacinação, que começou esta semana e prossegue até 26 de maio, tem como meta imunizar 49 milhões de pessoas.

GILSINHO EM AÇÃO


PREFEITO GILSINHO BRANDÃO ESTEVE EM BRASÍLIA E COBRA AÇÕES DO GOVERNO FEDERAL

O prefeito Gilsinho Brandão (PMDB), do município de Uruará, esteve nesta quarta-feira, 19, em Brasília, em audiência com os Ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Dyogo Oliveira (Planejamento), Fernando Coelho (Minas e Energia), Sarney Filho (Meio Ambiente) e, com a Presidente do Ibama, Suely Araújo.



Na ocasião o prefeito uruarense cobrou ações do Governo Federal para minimizar e compensar os impactos causados pela Hidroelétrica Belo Monte e para diminuir as diferenças regionais, em especial para as áreas da Saúde, Educação e Infraestrutura de seus Município.



O prefeito Gilsinho ressaltou também, para a presidência do Ibama, a importância de fazer da questão ambiental uma oportunidade para a região.

domingo, 16 de abril de 2017

REDEDIBS

PALESTRA COM PRESENÇA DE EMPRESÁRIOS MARCOU O LANÇAMENTO DA REDEDIBS EM URUARÁ (PA)

Seu novo jeito de fazer compras, Rededibs é lançado oficialmente no município de Uruará (PA)
 
A população de Uruará agora poderá agregar ao prazer e necessidade de fazer compras, as vantagens e benefícios de ser cliente especial com o programa de fidelidade Rededibs.

Na noite desta quarta-feira, 12 de abril, houve o lançamento oficial do Programa na cidade de Uruará numa reunião palestra que contou com a presença de vários empresários donos de marcas importantes no município, como de supermercados, farmácia, lojas, informática, clínica médica, agropecuárias e posto de combustível. Na oportunidade a Dibs Administração e Participações Eireli – ME, que administra a Rededibs, apresentou a todos os participantes da palestra como funcionará o programa de fidelidade que transformará os atuais e futuros clientes das empresas parceiras em clientes especiais.

A Rededibis, seu novo jeito de fazer compras, será um programa de fidelidade que irá assegurar ao usuário/cliente participante, o acúmulo de pontos nas aquisições de produtos e/ou serviços comprados nas empresas parceiras. Os pontos poderão ser utilizados como forma de pagamento de novas aquisições de produtos e/ou serviços nos estabelecimentos parceiros da Rededibs.

Com a chegada da Rededibis em que empresa você vai preferir comprar, onde você compra sem desconto e sem a mínima atenção ou onde você é tratado como cliente especial e ganha pontos que valem como dinheiro para ser utilizado em novas compras ou pagamentos? De qual empresa você vai querer ser cliente?

A partir do dia 2 de maio o usuário/cliente poderá se cadastrar na Rededibs e usufruir te todos os benefícios de ser um cliente especial e realizar sonhos.

 
Para mais informações acesse o site www.rededibs.com.br.

Por Joabe Reis

domingo, 9 de abril de 2017

REDEDIBS - Seu novo jeito de fazer compras

Vem aí.....


Aguardem!!!!!
Breve em Uruará.

DESMATAMENTO E MADEIREIRAS ILEGAIS SÃO ALVOS DE OPERAÇÃO DO IBAMA EM URUARÁ (PA)


OPERAÇÕES DO IBAMA NO MUNICÍPIO DE URUARÁ (PA) FOCA NA EXTRAÇÃO ILEGAL DE MADEIRA E COMBATE AO DESMATAMENTO


Agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) estão há uma semana no município de Uruará atuando em 2 operações: Maravalha e Onda Verde.
 
A operação Onda Verde combate o desmatamento da floresta. Já a operação Maravalha rechaça a extração ilegal de madeira no município. Quem explica é o Agente Ambiental Federal do IBAMA, Geraldo Farias de França. “Com relação a Operação Onda Verde, é que para realizar qualquer desmatamento, qualquer exploração de madeira na região, é necessário ter autorização do órgão ambiental competente, seja a SEMMA municipal ou a SEMAS estadual, o cidadão que fizer diferente sem autorização está sujeito as penalidades da lei. Em relação a operação Maravalha, foi identificado um grande fluxo de créditos de madeira nessa região juntamente com grande quantidade de empresas madeireiras. Esse setor madeireiro é um setor empresarial importante para o município, mas tem que seguir as normas presentes na legislação. Outro fator que chamou a atenção dos órgãos de controle foi a exploração de madeira dentro das unidades de conservação da região e também das terras indígenas, Cachoeira Seca e Arara, então isto abriu os olhos do IBAMA nacional culminando na vinda destas duas operações para a região. As duas operações nesse primeiro momento estão em Uruará, mas também estará em Medicilândia, Placas e Rurópolis, que serão alvos dessa operação”, informou.

Ao todo no município de Uruará existem 31 empresas madeireiras cadastradas na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, segundo informou a própria secretaria.
 
“O empresário para se estabelecer precisa de cumprir normas, ambiental ou fazendário, e as normas precisam ser cumpridas. De cunho ambiental o empresário tem que ter licença de operação, tem que comprar a madeira de áreas que foram autorizadas a desmatar ou a fazer exploração seletiva através do plano de manejo e depois disto ele pode começar sua operação. O que temos visto em Uruará é que os empresários não licenciam, existem os que têm licença, mas existem empresários que não tem e que estão vivendo a margem da lei e estes estão sendo os primeiros a serem fiscalizados”, finalizou o Agente Ambiental Federal do IBAMA, Geraldo Farias de França.
O IBAMA recebe o apoio da Polícia Militar durante as ações desenvolvidas nas duas operações.

Os dados das operações ainda não foram divulgados. As 2 operações continuarão por tempo indeterminado, segundo informou o agente.
Por Joabe Reis
Fotos e colaboração de matéria: Cirineu Santos

Pesquisar este blog